ÍCONES DA ILUMINAÇÃO – PHILIPPE STARCK

Continuamos hoje nossa série Ícones da Iluminação. Philippe Starck é o segundo designer famoso que vamos falar nesta série de conteúdo, depois do extraordinário Ingo Maurer.

25 de JULHO de 2021

Se você conhece um pouco de design com certeza já se inspirou – e se encantou – pelo renomado trabalho de Philippe Starck, o designer e arquiteto francês referência mundialmente. Starck tem desenhos marcantes, que identificam suas obras e trazem personalidade para sua história. E para quem não conhece essa extraordinária mente criativa, garantimos que após esta leitura passará a apreciar o trabalho incrível de Starck. Embarque conosco nessa viagem.

Mas quem é Philippe Starck? Quem é a mente brilhante por trás de tantas criações?

Philippe Starck nasceu em Paris, em 18 de janeiro de 1949. Filho de um engenheiro aeronáutico que desenhava aviões para empresas, cresceu vendo seu pai criando, e teve seu instinto criativo explorado desde novo.
Motivado a seguir uma carreira criativa após concluir a escola, Starck ingressou nos cursos de Arquitetura e Design da École Nissim de Camondo, em Paris. Realizou seus primeiros trabalhos a partir dos 19 anos e ainda nessa idade, projetou dois clubes parisienses que chamou a atenção até mesmo do presidente da época. Em 1969, aos 20 anos, foi nomeado designer-chefe de Pierre Cardin, e em 1980, fundou a “Starck Products”, onde começou a vender seus projetos. Um visionário no que faz, desde muito jovem.

Além do trabalho moderno, contemporâneo e com utilização de materiais diferenciados e mesclados entre si, Starck não produziu apenas uma linha de produtos. É justamente conhecido por projetar móveis, motos, utilidades domésticas, ambientes e até mesmo iates. Tornou-se uma referência ainda maior por sua essência, colocando alma no que projeta e produz. “Passei 30 anos da minha vida tentando criar essa ideia de democracia. Design que aumenta a qualidade do produto, diminui o preço e leva ao alcance de todos.”

Em 1983, ganhou projeção mundial quando foi escolhido por François Mitterrand, ex-presidente da França, para decorar o Palácio do Eliseu, a residência oficial da presidência do país.

Em 1988, foi contratado para repaginar o Hotel Royalton, em Nova York e a partir daí a história da indústria hoteleira mudou. O sucesso foi tão grande que outros hotéis fizeram questão de chamá-lo e, a partir dessas mudanças, nasceu o conceito “hotel boutique”.

Em 1990, projetou o espremedor de frutas mais excêntrico que você já viu, para a marca Alessi.

Poderíamos ficar horas falando sobre os vários feitos fabulosos do talentoso Philippe Starck e também dos diversos prêmios recebidos ao longo de sua vida. Porém, sabe onde queremos chegar mostrando tanto sobre a história do próprio? Onde sempre está o nosso foco: NA ILUMINAÇÃO.

Em 1990, foi convidado pela marca italiana FLOS para iniciar uma parceria exclusiva e, foi dessa parceria, que surgiram grandes criações de luminárias e afins.

“Na Idade Média, os reis se cobriam com diamantes para capturar cada vislumbre da luz das velas, a única luz em seus castelos escuros. Os índios Navajo sabiam que a única maneira de existir era viver no caminho da luz. Cientistas da mecânica quântica descobriram que tudo existe ao mesmo tempo, mas que só experimentamos o que podemos ver. Nada existe sem luz. A luz é tudo. ” Philippe Starck para o site da sua marca/empresa.

O clássico de um jeito que nunca vimos

Starck consegue, através de uma visão única e muita pesquisa, trazer um produto contemporâneo que lembre de um forma sutil e poética um clássico da história do design e decoração. Foi assim com a famosa cadeira Louis Ghost, por exemplo, que relembra as cadeiras Luís XV de um jeito bastante inovador e atemporal.

Na iluminação é exatamente o mesmo processo: peças bastante modernas e diferenciadas, mas que não deixam para trás a história e o sentimento que existe nos clássicos. Alguns exemplos são as linhas de abajures que, mesmo lembrando o modelo tradicional, tem um toque de contemporaneidade: Miss Sissi, Miss K, Romeo Harcourt Marie Louise e a coleção Bon Jour.

Luz e tecnologia? Tudo a ver!

Nos últimos projetos de iluminação é possível perceber também a versatilidade e a adaptabilidade que Starck possui ao desenhar uma peça. Em várias luminárias é possível carregar via USB aparelhos eletrônicos, ou ainda posicioná-los de forma funcional para a rotina das pessoas atualmente.

Para a concepção das peças, o artista diz que foi preciso pensar em produtos que ao mesmo tempo fossem consistentes em matéria de iluminação, mas que explorassem uma elegância atemporal e combinada com tanta tecnologia, culminando na conjunção perfeita entre liberdade e expressividade criativa.

D`E Light, com base para apoiar celular

Não poderíamos deixar de citar a luminária Chapeau, uma luminária minimalista, mas que se transforma ao colocar um chapéu sobre o encaixe na base. Isso, de forma lúdica, permite que a pessoa dê seu estilo à luminária, de uma maneira um tanto quanto irreverente.

Luminária Chateau (ela não vem com o chapéu)

“Eu não desenho o que as pessoas querem. Eu desenho o que eu acho que elas precisam. E existe uma grande diferença nisso!”, disse ao canal Target (YouTube), em 2019.

Mais que iluminar, é preciso passar uma mensagem

Outra luminária icônica (e por que não polêmica?) foi a linha Gun, uma família de três abajures que, mesmo parecendo um tanto quanto chocante num primeiro momento, tem apenas a intenção de protestar e provocar sobre riqueza e guerra nos nossos dias atuais. Por esse motivo, a base em formato de arma é banhada a ouro 18K. Apesar de dividir opiniões, é mais um exemplo do quanto Philippe coloca sua personalidade e suas opiniões naquilo que projeta.

Vitória compartilhada

Agora que você já conheceu um pouco mais do universo de Philippe Starck na iluminação, queremos mudar o papo! O designer é responsável pelo projeto da medalha olímpica de Paris/2024 e desenvolveu um modelo que se divide em quatro partes, para que o ganhador compartilhe sua vitória com aqueles que o ajudaram a chegar até ali.

“Os medalhistas poderão tirar a sua medalha, dividi-la para dar lugar a outras três medalhas para oferecer aos seus entes queridos como testemunhas deste grande dia, deste grande momento de superação.” Philippe Starck para starck.com

Demais, não é mesmo? São nesses pequenos detalhes que conseguimos enxergar além do profissional, é possível ver a essência do ser humano e seus princípios.

“Eu quero abrir as portas para as mentes das pessoas.”, ele diz sobre seu trabalho. Por quase quatro décadas, seus projetos fascinam o público não apenas com formas e materiais, que muitas vezes parecem ser contraditórios, mas também com uma alma poética e traços surpreendentes.

Criador, designer e arquiteto aclamado internacionalmente, Philippe Starck é um incansável e rebelde cidadão do mundo, que considera como missão dividir sua ética e subversiva visão de planeta mais justo. Cria espaços inusitados e objetos com o propósito de serem “bons” antes de serem belos. O talento explorado por seu pai certamente influenciou muito para ser tão fabuloso.

Para mais conteúdos como esse, mande sugestões no nosso instagram @adamseadams.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin