LUMINÁRIAS EM FIBRA NATURAL / RATTAN E VIME

O que é a fibra natural e referências de seu uso em peças de iluminação.

     À muito trabalhamos com iluminação, mas percebemos a falta de um mercado onde encontrar luminárias diferentes e únicas, como por exemplo, as de fibra natural, que são feitas manualmente a partir de elementos da natureza, como o rattan, o vime, o junco, a palha, a cana da índia, o bambu, o linho, o sisal, entre outros.

     Hoje então, vamos conhecer um pouco mais sobre estes materiais e mostrar algumas referências para inspirar você a também utilizar em seus projetos, afinal, a fibra natural está se tornando a cada dia uma tendência mundial mais forte, e deixou de ser utilizada apenas em espaços mais rústicos e do interior, e passou a ser utilizada também em projetos modernos e urbanos, em diversos tipos de objetos decorativos, como luminárias, cadeiras, cestos, tapetes, vasos, mesas… além de também ser encontrada em tecidos e papéis de parede!

Afinal, o que é a fibra natural?

     Diferentemente da fibra sintética (produzida através de uma máquina com materiais como polímeros), a fibra natural é extraída diretamente da natureza e são resistentes, sustentáveis e flexíveis, tornando assim possível o fácil manuseio para desenvolver peças decorativas.

     Hoje vamos falar especialmente do rattan e do vime. O rattan hoje é a fibra natural mais valorizada no ramo da decoração, mas ambas são plantas originárias de países da Ásia e Oceania, e possuem uma forma de trabalhar muito semelhantes, com os mesmos tipos de tramas e trançados. E é claro, causam um efeito ainda mais lindo quando ligadas, já que são vazadas.

RATTAN

      O rattan é a fibra de uma palmeira trepadeira chamada de Calamos Rotang. A árvore possui um crescimento rápido, e fica pronta para o corte num período de 4 – 6 anos. O caule da planta é cheio de espinhos, os quais os artesãos precisam retirar. Possui frutos comestíveis, na cor marrom avermelhada e possuem uma resina vermelha, medicinal, popularmente conhecida como “sangue de dragão”.

Planta rattan

     O processo para preparação da fibra é todo manual e para que os artesãos consigam trabalhar melhor, eles a umedecem antes de tecer, já que quando estão molhadas, conseguem ter maior maleabilidade.

     Outra curiosidade sobre o rattan é que a retirada da sua planta na natureza é benéfica para as plantas que vivem ao seu redor, pois seu crescimento acaba sufocando as demais espécies.

Fibra de rattan

VIME

     É um material extremamente leve (facilitando seu transporte) e resistente, sua árvore não ultrapassa os 6 metros de altura. Aqui no Brasil, as árvores são plantadas para este fim, são plantas originárias do gênero Salix (Salgueiro / Chorão) e gostam de solos mais úmidos e temperaturas baixas.

     Sua fibra pode ser utilizada de forma cru (tom mais escuro e avermelhado) ou cozido, trazendo um tom mais clarinho. Caso ela seja cozida, sua secagem é feita expondo as fibras ao sol.

Planta vime

     Quanto às cores, tanto o rattan, quanto o vime possuem uma cor natural muito bonita, mas é possível envernizá-las e deixá-las mais escuras, ou até mesmo fazer uso de cores para as colorir.

     Lembrando que ambas precisam de cuidados! A fibra natural é muito mais sucetível às intermpéries do tempo e também à fungos e outros. Por isso, não exponha ao tempo do sol e chuva, procure deixar as peças em ambientes cobertos e sempre que possível utilize algum tipo de tratamento e verniz. As peças também precisam de manutenção e limpeza. Para a limpeza, utilize aspirador ou escova macia, e caso necessário, umedeça um pano com água e faça a limpeza.

     Confira na galeria abaixo referências de luminárias feitas a partir de fibras naturais:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin